Fundadora e Mãe

Teresa e suas companheiras escolheram Deus, mas agora não sabiam precisamente que coisa Deus havia escolhido para elas .Entanto ,seguem a estrada traçada por Teresa d’ Ávila,a grande reformadora do Carmelo, mestra de vida interior ,privilegiando o silêncio e o recolhimento ,mas também abrindo todos os dias a casa para condividir alguma coisa dessa mesma experiência com outras pessoas da região, sobre tudo moças e esposas que se encontravam para trabalharem juntas e escutar leituras um pouco mais interessantes das sólidas conversas.

Sobre este fundamento acontece um imprevisto ,um verdadeiro “fora de programa’’:uma mãe morrendo pede a Teresa de tomar em casa com sê as suas duas filhas já órfãs de pai.Teresa aceita , renunciando aos seus projetos de vida retirada , começando daquele 19 de fevereiro de 1877, a acolher uma depois da outra tantas órfãs da região fim a encher a pequena casa .O estilo de vida vem assim remodelado a favor das crianças .

Como confirma que a obra é vontade de Deus , a providência não vem mais a faltar : no dia 5 de agosto 1879 o propriétário de um terreno adijacente a capela de São Justo ,oferece a possibilidade de compra-lo com ótimas condições. Assim o novo convento se inicia em torno a capelinha e com isso a idéia de construir uma Igreja mais grande, dedicada ao Sagrado Coração de Jesus.

12 de julho de 1888 Teresa e suas companheiras vestem o hábito carmelitano. A vida de irmã Teresa Maria é sempre senhada de contrariedade sofrimento e incompreenções que ela enfrenta com grande fé ,acolhendo como ocasião para condividir a paixão do seu Senhor ,sem fazer sair da sua boca mais um lamento ,só pedindo a Jesus a força para enfrentar e oferecer por amor . O desejo que desde pequena trazia no coração,de adorar Jesus na Eucaristia ,se concretiza depois de tanta dificudade a 11 de janeiro de 1902,com a inauguração da Adoração Perpétua da parte do Arcebispo Mons.Mistrangelo na nova Igreja de Corpus Domini a Florença onde continua até hoje sem  interrupção .

Deste centro Eucarístico, coração do qual brotam todas as obras do Instituto,vem o impulso de fundar outras casas em Itália e em terra de missão . 8 de junho 1904 partem de Napoli as primeiras missionárias para Síria atual Libano. A primeira casa é a Kobayath. 29 de maio de 1907 se realiza um dos seus grandes desejos: se abre uma casa a Haifa aos pés do Monte Carmelo em Israel.

Com muita pena a madre não poderá mais visitar as primeiras casas de missão a causa de uma longa e dolorosa doença ,que levará no dia 23 de abril de 1910 –a fazer a sua“ volatina ”,come ela chamava a passagem de questa terra ao céu.

Vem beatificada pôr João Paulo II dia 19 de outubro de 1986 no estádio de Florença . O ideal missiónario desejado e transmitido da Beata Teresa Maria da Cruz,o sonho de “dar almas a Jesus”continua a provocar a sua família abrindo sempre novos horizontes de anúncio ,encarnação e testemunho do Evangelho em Brasil (1979), República Checa(1995), Egito(2004).